Promaster te dá dicas sobre como escolher uma boa sela

A escolha da sela deve levar em consideração vários fatores, dentre eles o propósito da sua montaria e o conforto tanto do animal quanto seu. No post de hoje, a Promaster EPI vai se atentar para a questão do conforto e qualidades básicas da sela, sem levar em consideração o estilo de montaria, falaremos disso em outro post, assim o texto fica mais leve e objetivo.

A sela deve se apoiar na musculatura lateral de ambos os lados do dorso do cavalo, deixando a coluna vertebral (a parte óssea) inteiramente livre de contato e de pressão, mesmo quando o cavalo se encontra acomodado nela.

 Independente da modalidade, a sela precisa colocar o cavaleiro não numa posição “sentada em cadeira” e sim numa atitude semelhante a quem está parado em pé com as pernas flexionadas: mais para as modalidades que utilizam estribos curtos, tais como o salto e menos para aquelas em que o cavaleiro se vale da perna alongada, como no adestramento; o eixo vertical do corpo do cavaleiro precisa sempre ser mantido e isto com um mínimo de esforço.

As principais características de uma boa sela:

– Seus suadouros se apoiam uniformemente na musculatura dorsal do cavalo;

– Os estribos são fixados numa posição que possibilita a boa colocação de perna do cavaleiro, na vertical como se ele estivesse de pé com as pernas ligeiramente flexionadas;

– Tem os loros feitos de uma tira de couro forte e inteira, sem ser emendada por costuras;

– É feita de couro resistente a estiramento excessivo ou desgaste precoce;

– Tem as ferragens confeccionadas em metal inoxidável;

– Suas barrigueiras ou cilhas têm espessuras e acabamento que evita assaduras no cavalo.

 

Esperamos que as dicas tenham ajudado, agora aproveite e visite nossa seção de artigos de montaria.

 

 

Postado por
marcina1

Rua 3, 189, Residencial Imperador, Dores de Campos-MG (32) 3353-1481 / 9 9950-1481 promaster@promasterepi.com.br